Araras, 20 de outubro de 2017

Foi assinado ontem (4) o contrato entre a Prefeitura e a empresa ararense Areatec, vencedora do processo de licitação e que será responsável pela... Zona azul pode começar a operar em até 30 dias
Compartilhe em suas redes sociais!

Prefeito Pedrinho Eliseu assina contrato com Fábio Eduardo Cressoni Batistella, proprietário da Areatec: empresa venceu processo de licitação
(Crédito: Tiago Penteado/Tribuna)

Foi assinado ontem (4) o contrato entre a Prefeitura e a empresa ararense Areatec, vencedora do processo de licitação e que será responsável pela implementação do sistema (software e hardware) para operar a nova zona azul na região central. A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Civil prevê início em até um mês.

A previsão encontra-se dentro do último prazo estabelecido pela Segurança Pública – entre agosto e setembro – e agentes do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) finalizam a pintura da nova sinalização e das futuras vagas.

Como citado em reportagem da Tribuna, a central da nova zon azul vai funcionar no antigo posto do PAS (Posto Avançado de Segurança), desativado há anos na Praça Barão de Araras, trecho que fica atrás da Basílica de Nossa Senhora do Patrocínio. “Além do atendimento para o usuário, o uso do antigo PAS permitirá presença de guarda municipal e aumento da segurança no local”, enfatiza Moisés Furlan, secretário de Segurança Pública.

Furlan salientou os avanços alcançados desde janeiro, depois que a antiga zona azul foi suspensa e a nova, agora municipalizada, projetada. “Foram reuniões e conversas importantes que envolveram os comerciantes. A fiscalização da GM é positiva em vários aspectos, principalmente da segurança para quem circula pelo Centro”, explica.

A retirada dos antigos parquímetros – que não serão utilizados com o novo sistema – estava prevista para ter sido concluída há 20 dias. Porém, um processo está na Justiça e a Prefeitura aguarda uma auditoria nos aparelhos, que será feita depois de pedido da Estapar/Hora Park, que geria o antigo sistema.

Por fim, Furlan explica que a fiscalização será feita no primeiro mês do novo sistema, mas as multas não serão aplicadas. “Será o momento de adaptação dos ararenses o trabalho inicial é o educativo. Por isso, a fiscalização será feita e sem aplicação de multa”, informa. Atualmente, o estacionamento irregular é infração considerada grave e a multa de R$ 197, conforme consta no CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Empresa vencedora tem 20 anos de mercado

A Areatec venceu processo de licitação realizado pela Prefeitura em junho deste ano com custo estimado de R$ 898.894,98, conforme consta no edital. O sistema será ofertado pelo prazo de 24 meses.

Ela será responsável por implantar o sistema que inclui o hardware (que são as máquinas necessárias para emissão do tíquete) além do software (programa para emissão). De acordo com informação da Prefeitura, o lucro mensal do novo sistema é de R$ 120 mil, sendo R$ 60 mil para os cofres municipais. O custo com manutenção mensal para a Areatec é estimado, inicialmente, em R$ 29 mil mensais.

Compartilhe em suas redes sociais!

Tiago Penteado Repórter de Segurança, Meio Ambiente e Tribuna no Bairro.

Contato: tiago@tribunadopovo.com.br