Araras, 24 de abril de 2017

Revolta             Mal acabou o jogo entre Palmeiras e Peñarol, e o diretor de futebol Alexandre Mattos fez questão de ir ao microfone para...

Revolta

            Mal acabou o jogo entre Palmeiras e Peñarol, e o diretor de futebol Alexandre Mattos fez questão de ir ao microfone para reclamar. Reclamou dos jogadores rivais, do técnico rival, do árbitro e da Conmebol. Usou termos fortes para bater na Confederação. “Por isso que o futebol sul-americano não evolui, que nunca vai ser como é na Europa. É por isso que tem 40 caras presos”, disse, em referência ao caso de corrupção na Fifa, que mandou dezenas de cartolas sul-americanos para a cadeia nos EUA, inclusive o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

 

500 milhas

                Fernando Alonso não correrá o GP de Mônaco de Fórmula 1. Em vez disso, o espanhol disputará a 101ª edição das 500 milhas de Indianápolis, que será realizada no mesmo dia, em 28 de maio. O piloto não brigou com a McLaren nem rescindiu seu contrato. Pelo contrário, o espanhol tem total aval da equipe que, inclusive, estampará seu nome e cores no carro da Andretti, time da Indy que tem, como a equipe de Woking, a Honda como fornecedora de motores. Assim, exclusivamente para a prova lendária, a equipe se chamará McLaren-Honda-Andretti. O time britânico ainda não divulgou quem será o substituto do piloto espanhol, mas é provável que seja Jenson Button.

 

Com moral

                Os bons resultados do Corinthians nas decisões do mês de abril têm dado crédito ao técnico Fábio Carille. Foi ele o integrante mais assediado da delegação no retorno a São Paulo, na manhã de quinta-feira, depois do empate por 1 a 1 com o Internacional, em Porto Alegre, pela quarta fase da Copa do Brasil. Um dos primeiros a deixar o saguão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, Carille foi rodeado de fãs, ouviu elogios e agradecimentos por fazer um bom trabalho. O técnico agradeceu, tirou fotos e conversou por alguns minutos.

 

Lição de casa

                Renato não participou do treino de quinta-feira, no CT Rei Pelé, mas foi convocado para dar a entrevista coletiva do dia. Mais experiente do elenco, com 37 anos, o camisa 8 tentou explicar a eliminação do Santos no Campeonato Paulista, na última segunda-feira. O Peixe foi desclassificado pela Ponte Preta, no Pacaembu, sob olhares de mais de 37 mil pessoas. O veterano admitiu que não tem sido fácil digerir a queda no estadual. “A gente vai digerindo aos poucos. Até pela partida que fizemos com a Ponte. Dominamos os 90 minutos praticamente e não conseguimos marcar para eliminá-los”.

 

Reforços

                Marcinho e Morato vestiram a camisa do São Paulo pela primeira vez na tarde da última quarta-feira. Os novos reforços foram apresentados no CT da Barra Funda. Os atacantes chegam ao clube paulista por empréstimo até o final do ano, porém o pensamento é prolongar o vínculo com o Tricolor quando 2018 estiver próximo de chegar. Os jogadores se destacaram no campeonato paulista e as contratações foram indicadas pelo técnico Rogério Ceni.

Marcial D'Sanctis

Nenhum comentário por enquanto.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *