Araras, 18 de dezembro de 2017

            Quatro conjuntos representarão Araras no Campeonato Paulista de Adestramento Paraequestre, que acontece no próximo sábado (5), na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo.... Quatro ararenses disputam o Paulista de Adestramento Paraequestre
Compartilhe em suas redes sociais!

Rodolfo Lucas montando Charlotte Campagna

            Quatro conjuntos representarão Araras no Campeonato Paulista de Adestramento Paraequestre, que acontece no próximo sábado (5), na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo.

            Camila Fernanda Bueno, 28 anos, sofreu paralisia cerebral ao nascer. Jefferson Willian Teodoro, 28 anos, nasceu cego. Luiz Paulo Galdino, de 29 anos, teve meningite quando era bebê. E Rodolfo Luis Bertassoli Lucas, 29 anos, sofre um AVC aos 22 anos.

            Eles formam a equipe da Hípica Campagna, que representa Araras na mais importante competição estadual da modalidade, promovida pela Federação Paulista de Hipismo (FPH). Os atletas contam com apoio da Prefeitura de Araras, via Secretaria de Esporte, para buscarem o título paulista. O campeonato de sábado vale vaga para a Copa do Brasil, que acontecerá em Brasília/DF.

            Camila, montando Mexicana Campagna, e Jefferson, montando Leopardo Campagna, buscam o tricampeonato paulista. Luiz Paulo, com Leopardo, e Rodolfo, montando Charlotte Campagna, participam pela primeira vez da competição.

            “Araras é a maior equipe do campeonato, com quatro atletas disputando as categorias principais. Além do título, a etapa serve de treino para a Copa Brasil de Adestramento Paraequestre, que acontece em setembro, em Brasília. A etapa é classificatória para o Campeonato Mundial de Adestramento Paraequestre de 2018. O sonho paraolímpico começa aqui”, destacou o professor, Lucas Campagna.

            O secretário municipal de Esporte, Douglas Marcucci, destacou o potencial da equipe. “O hipismo paraequestre ararense tem se destacado nacionalmente há muitos anos e melhora a cada ano. São quatro atletas deficientes que representam a nossa cidade e se destacam no esporte.Apoiamos e torcemos pelo título paulista nesse final de semana”, disse.

Camila Fernanda Bueno montando a Mexicana Campagna

            Para Camila, vice-campeã Brasileira de Adestramento Paraequestre, em 2016 e 2017, o retorno do Paulista é importante para o desenvolvimento da categoria. “Mesmo sem a competição estadual, continuamos treinando e participando das competições nacionais. Com o Paulista esse ano em São Paulo, junto com o adestramento clássico, teremos a chance de nos apresentar e mostrar nosso potencial para a nata do hipismo brasileiro que frequenta a Hípica Paulista. É nossa chance de sermos vistos”, frisou a atleta.

Luiz Paulo Galdino montando Leopardo

Compartilhe em suas redes sociais!

Célio Casarin