História

O jornal Tribuna do Povo foi fundado em 16 de janeiro de 1892 pelo mineiro de Poços de Caldas, o jornalista Pedro Augusto do Carmo. Desde sua fundação publica edições ininterruptamente, relatando os principais fatos que marcaram a história da cidade. Atualmente circula às terças, quintas e sábados.

A Tribuna está entre os 15 jornais mais antigos do Brasil e entre os 5 pioneiros do Estado de São Paulo, além de estar entre os 85 jornais mais antigos que ainda circulam no mundo.

É o jornal de maior circulação na cidade e líder de mercado. Agora filiada ao IVC (Instituto Verificador de Circulação), a Tribuna dá mais um grande passo com o objetivo de oferecer qualidade a seus anunciantes e leitores.

O IVC é o mais importante órgão de aferição de circulação de publicações do país, e credita autenticidade e vericidade aos números divulgados pelas mais diversas publicações filiadas.

A direção da empresa atualmente é dos empresários João Gilberto Siviero e Elpídio Carlos Pesce Storolli, desde 1995. E o redator chefe é o jornalista Célio Casarin, desde 1997.

A Tribuna tem estado sempre ao lado de seu povo, associada com carinho aos interesses de Araras, quer nos seus momentos de intenso júbilo, querem suas horas de grande mágoa, fazendo jus às dores e alegrias da população.

Com mais de um século de existência, a Tribuna sempre se manteve participativa às questões ligadas ao bem-estar da coletividade. Em 1951, promoveu uma concentração cívica pró-continuidade da união dos ararenses e da paz política reinante naquela cidade.

Na década de 80 havia a entrega do troféu Pedro do Carmo que gerava bastante concorrência. O troféu era destinado a pessoas de todos os setores (saúde, educação, cultura, etc.) que se destacavam na cidade.

No ano de 1982, foi produzida uma revista comemorativa do 90º aniversário do jornal, com a colaboração de vários colunistas, colaboradores e dos próprios funcionários da Tribuna do Povo, para registrar fatos marcantes que o jornal acompanhou durante o desenvolvimento da cidade. Esta revista foi idealizada pelo diretor Elísio Zurita Fernandes.

O jornal sempre esteve presente nas ações históricas do município, desde a época do calçamento, da central elétrica, incentivo de projetos e obras para o crescimento da cidade. Praticamente o jornal fez história junto com a cidade em quase tudo, seja como patrocinador, incentivador e fortalecedor de campanhas.