Araras, 24 de abril de 2017

No Flamengo             Apesar de Araras não ter mais futebol profissional, desde o encerramento das atividades do União São João em 2014, a cidade...

No Flamengo

            Apesar de Araras não ter mais futebol profissional, desde o encerramento das atividades do União São João em 2014, a cidade continua revelando profissionais para esse importante setor no Brasil. Vários jovens jogadores estão se destacando em clubes da região, e atualmente temos dois ararenses atuando na elite do futebol paulista, Nando Carandina e Luan, ambos no Red Bull. No meio empresarial, Beto Médice, que se destacou como zagueiro do União São João na década de 1990, acaba de firmar contrato como Flamengo para atuar na captação de jogadores para as categorias de base do clube carioca. Ele já tem muita experiência no setor, com importantes passagens por Palmeiras, Desportivo Brasil (Porto Feliz/SP), entre outros. Boa sorte Betão!

 

Eu estava lá – 1

            A década de 1990 foi mágica para a história do União São João. Foi neste período que o clube montou times fortíssimos, ao ponto de conseguir vencer os “grandes” do Estado com certa frequência, principalmente jogando em Araras, no Estádio Hermínio Ometto. A década seguinte, a de 2000, foi um pouco mais modesta, mas o clube ainda se manteve entre os melhores, até cair no Paulista em 2005. Neste período, o clube ainda estava na “crista da onda”, ao ponto de realizar um amistoso internacional marcante em Araras, contra o Sporting Cristal, do Peru, em 2003.

 

Eu estava lá – 2

            Naquele ano, o time peruano era treinado pelo brasileiro Paulo Autuori, hoje no Atlético-PR. Por este motivo, o Sporting Cristal fez uma pré-temporada no Brasil e agendou esse amistoso contra o União São João. O clube ararense, em 2003, se preparava para disputar mais uma edição do Paulistão, e no dia 29 de janeiro recebeu o Sporting, com resultado final de 1 a 1. O gol do União foi marcado por Pelica, aos 20 minutos do segundo tempo. Jogaram pelo União naquela partida: Rafael; Valdo, Bem Hur (Félix), Róbson e Henrique (Marcinho), Branco (Ricardo), Gilberto Gaúcho (Magal), Tales (Vilson) e Pelica; Osmar (Tosca) e Cristiano (Fábio Silva). Técnico: Arnaldo Lira.

Célio Casarin

Nenhum comentário por enquanto.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *