Araras, 25 de maio de 2017

Ele estava lá – 1             Entre os vários jogos marcantes do União São João, um deles, na visão do comentarista esportivo Nê Colombini,...
Compartilhe em suas redes sociais!

Ele estava lá – 1

            Entre os vários jogos marcantes do União São João, um deles, na visão do comentarista esportivo Nê Colombini, foi o confronto com o Mirassol, valendo pelo quadrangular final da Série A-2 do Campeonato Paulista de 2007. O União havia sido rebaixado em 2005, e no ano seguinte chegou perto do acesso. E em 2007 novamente chegou ao quadrangular final com chances de sucesso, o que não aconteceu. Aquela partida contra o Mirassol aconteceu dia 11 de abril de 2007, era a segunda rodada do quadrangular final, e o União perdeu por 3 a 1, resultado que praticamente eliminou o time ararense do sonho de retornar à primeira divisão.

 

Ele estava lá – 2

            Na primeira rodada, o União foi a Ribeirão Preto e empatou com o Botafogo em 3 a 3. Se vencesse o Mirassol em casa, ficaria em boas condições do acesso. A AIA (Associação de Imprensa de Araras) fez uma grande campanha de incentivo na cidade naquele ano, ajudando a levar um grande público ao Estádio Hermínio Ometto. Nê Colombini relembrou esse jogo não apenas pela derrota, e sim pela forma como o União perdeu em campo. Como comentarista da Rádio Fraternidade AM, naquela partida, Nê estranhou com a escalação do árbitro Paulo César de Oliveira para esse jogo, por se tratar de um velho conhecido do futebol paulista, sempre apitador da Série A-1. Sua indagação era: por que um árbitro como esse está vindo apitar um jogo entre União e Mirassol?

 

Ele estava lá – 3

            Logo no início o árbitro marcou um pênalti duvidoso para o Mirassol, e aos 16 minutos de jogo o adversário já vencia por 2 a 0, gols de Zé Ilton e Xuxa. No segundo tempo o União descontou com Piá, aos 14 minutos, mas Jessé ampliou para o Mirassol aos 37 minutos. No fim do jogo, Nê perguntou ao presidente do clube, José Mário Pavan, o motivo da escalação de Paulo César Oliveira para esse jogo, e o dirigente apenas se limitou a dizer que era “coisas do futebol”. O União realmente não fez por merecer a vitória nesta partida, pois o Mirassol foi superior, mas Nê Colombini não deixou de lembrar esse fato curioso.

 

Ele estava lá – 4

            O União perdeu aquele jogo para o Mirassol atuando com: Alexandre Villa; Paulista (Eduardo), Danilo, Camacho e Marco Aurélio (Adriano Garça); Marcelo, Conceição, Thiago Vieira e Piá; Izaias e Luan. Técnico: Wanderlei Paiva. Nas demais rodadas, o União somou mais 4 pontos: Rio Preto 2 x 0 União; União 3 x 0 Rio Preto; Mirassol 0 x 0 União; e União 2 x 3 Botafogo. No grupo do União, Mirassol e Rio Preto conquistaram o acesso.

Compartilhe em suas redes sociais!

Célio Casarin

Nenhum comentário por enquanto.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *