Araras, 16 de novembro de 2018

Graduação que começou este ano com 55 alunos agora terá 153; bolsistas integrais passam de 6 para 16 estudantes; novas vagas já estão valendo... Curso de Medicina de Araras triplica número de vagas; agora são 150 por ano
Compartilhe em suas redes sociais!

Graduação que começou este ano com 55 alunos agora terá 153; bolsistas integrais passam de 6 para 16 estudantes; novas vagas já estão valendo

Aulas começam no próximo dia 30 de julho na Faculdade de Medicina de Araras, já com número maior de vagas
Foto: Divulgação/SL Mandic

O curso de Medicina de Araras acaba de triplicar o número inicial de vagas. Foi implantado ainda este ano com a primeira turma de 55 alunos, mas agora terá 153, após aprovação do Ministério da Educação oficializada na Portaria n° 460, publicada no Diário Oficial da União no último dia 28 de junho.

A publicação é da Seres (Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior), unidade do Ministério da Educação responsável pela regulação e supervisão de IES (Instituições de Educação Superior), públicas e privadas.

Com a homologação das novas vagas solicitada pela Faculdade São Leopoldo Mandic, responsável pelo curso, aumenta também o número de bolsistas – de seis para 16 alunos por ano, que terão, além de 100% das mensalidades franqueadas, também auxílio moradia e alimentação, pelos seis anos do curso.

As bolsas integrais fazem parte dos compromissos assumidos pela SL Mandic no edital do programa Mais Médicos, do governo federal, que expandiu o número de vagas de cursos de medicina no país.

As mensalidades iniciais do curso de Medicina em Araras eram, no começo do ano, de R$ 11.870,00, valor corrigido periodicamente com base na inflação. Com o aporte de novas vagas, a arrecadação bruta do curso passará de R$ 1,6 milhão ao mês. Já as bolsas integrais concedidas, aponta esse cálculo informal feito pela reportagem, totalizam algo em torno de R$ 190 mil ao mês, fora os auxílios moradia e alimentação concedidos.

Santa Casa será beneficiada

Ainda a título de compromisso assumido no âmbito do programa Mais Médicos, a SL Mandic destina 10% de seu faturamento bruto semestral como contrapartida ao sistema público de saúde. As modalidades de destinação dos recursos respeitam o que está disciplinado em portaria específica (portaria normativa nº 16 de 2014), que estabelece 4 modalidades de possível destinação de recursos: construção ou reforma de serviços de saúde; capacitação de profissionais do SUS; 3) aquisição de equipamentos; pagamento de bolsas de residência.

Como a Santa Casa é o principal hospital de Araras, será beneficiada com recursos que, segundo Eduardo de Moraes, o novo provedor da instituição, já começarão a ser repassados tendo em vista o encerramento do primeiro semestre. Ele no entanto não falou em valores. Seriam, segundo estimativas não oficiais, mais de R$ R$ 300 mil referentes ao primeiro semestre de 2018, com o número original de vagas. O aumento no número de vagas impactará também nessa conta, podendo a Santa Casa vir a receber em torno de R$ 1,8 milhão ao ano da SL Mandic.

Já valendo

De acordo com a SL Mandic, as novas vagas já estão valendo inclusive para os candidatos que prestaram o último vestibular da instituição, no início do mês passado. O processo foi aberto com as 55 vagas iniciais, mas, agora, os 153 melhores colocados de acordo com a ordem de classificação, estão sendo convocados para as novas vagas.

O aumento do número de vagas foi comemorado pela direção da instituição. “Com a triplicação no número de vagas, mais uma vez, a Faculdade São Leopoldo Mandic Araras comprova a qualidade do ensino, que segue os mesmos padrões de qualidade e tecnologia da nossa primeira Faculdade de Medicina, em Campinas – São Paulo. Estamos muito felizes em recebermos 98 novos estudantes, que serão preparados para atuar em clínicas, consultórios, hospitais públicos e privados”, diz José Luiz Junqueira, diretor geral.

Compartilhe em suas redes sociais!

Ana Maria Devides

error: Conteúdo não disponível para cópia.