Araras, 14 de dezembro de 2018

  A Prefeitura de Araras realizou na manhã desta quarta-feira (28), na sede do Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras),... Contrato da Estação de Tratamento de Esgoto foi assinado nesta quarta-feira
Compartilhe em suas redes sociais!

 

A Prefeitura de Araras realizou na manhã desta quarta-feira (28), na sede do Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras), a solenidade de assinatura do contrato para a construção da nova ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Araras. Estiveram presentes autoridades locais, funcionários públicos, a imprensa e alunos da rede municipal de ensino.

No evento, considerado um passo importante para Araras – por se tratar de um fato histórico ao município – afinal, a cidade não trata seu esgoto há anos, o prefeito em exercício, Pedro Eliseu Sobrinho, e o presidente do Saema, Ari Osvaldo Fischer Filho, assinaram, junto ao supervisor de obras da empresa Augusto Velloso Engenharia S/A, Renato Maio, o contrato para início das obras nas próximas semanas. Com a licitação já finalizada e homologada, a empresa venceu a licitação com a proposta de R$ 21.302.155,70, com verba já disponível pelo Ministério das Cidades, do governo federal.

“Fizemos hoje esse ato solene não como um objetivo político, mas de prestar uma singela homenagem principalmente às equipes técnica e administrativa do Saema, que cuidaram da realização do projeto. Sem falar daquelas pessoas envolvidas, que trabalharam durante esses dois anos, junto ao governo federal, para tornar essa obra realidade. Uma obra que Araras ansiava. A Prefeitura era muito questionada a respeito da inexistência do tratamento de esgoto, e, agora, as coisas voltarão à normalidade e vamos, mais uma vez, estarmos cuidando dos nossos ribeirões e do nosso Rio Mogi Guaçu”, comentou o prefeito em exercício de Araras, Pedro Eliseu Sobrinho, que voltará a ocupar o cargo de vereador e presidente do Legislativo, a partir do dia 30 de novembro.

Para conseguir a liberação dessa verba por parte do Ministério das Cidades, a Prefeitura de Araras precisou mudar o projeto executivo anterior, além de muitas reuniões técnicas com as equipes do próprio Ministério e da Caixa Econômica Federal, desde 2017. O prefeito em exercício Pedro Eliseu Sobrinho e o então presidente do Saema, Júnior Franco, sacramentaram a aprovado do novo projeto da ETE em viagem a Brasília no mês de julho deste ano. Desta forma, a Caixa Econômica Federal e o Ministério das Cidades autorizaram a abertura de licitação, que ocorreu no segundo semestre. As obras terão início ainda neste ano, com prazo para conclusão de dois anos

Para o ex-presidente do Saema e o novo prefeito eleito, Rubens Franco Júnior, que comandava a autarquia à época da elaboração do projeto e que viajou a Brasília para buscar recursos para a obra, o trabalho foi árduo, mas compensador. “Temos uma história de muita luta, desde o início de 2017, para conseguir que o projeto fosse aprovado e a cidade voltasse a tratar o seu esgoto. Estou muito feliz de ver que tudo isso está prestes a ser realizado. Acompanharei de perto esta obra que irá por um fim na situação triste que prejudica o meio ambiente e a todos nós. Obrigado a equipe que lutou para que isso se tornasse realidade hoje”, disse Júnior Franco, que será diplomado prefeito nesta quinta-feira (29), às 17h, na Câmara Municipal.

O projeto da nova ETE prevê a utilização do processo de lodo ativado, com aeração prolongada (Etapa A). Essa fase é composta de tratamento primário, estação elevatória de esgoto, lagoa aerada, decantadores, medidor de vazão, tratamento de lodo e desinfecção de efluentes. A Estação terá capacidade de tratar 100% do esgoto doméstico, com 70% de eficiência. Uma segunda etapa do projeto prevê mais dois decantadores, leito de secagem e serviços urbanísticos, chegando a 95% de eficiência de tratamento de todo o esgoto produzido na cidade.

Compartilhe em suas redes sociais!

Rebeca Petrucci

Nenhum comentário por enquanto.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo não disponível para cópia.