Araras, 24 de abril de 2017

Entre as 26 cidades abastecidas pelo Hemonúcleo de Piracicaba, Araras é uma das que mais consomem bolsas de sangue do órgão público, responsável pela...

Entre as 26 cidades abastecidas pelo Hemonúcleo de Piracicaba, Araras é uma das que mais consomem bolsas de sangue do órgão público, responsável pela distribuição de componentes sanguíneos para diversos hospitais que fazem parte da Departamento Regional de Saúde X de Piracicaba. Segundo informações da assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas da Unicamp, responsável pelo Hemonúcleo, Araras consome mais bolsas de sangue do que geralmente arrecada nas campanhas de coleta, que acontecem a cada dois meses, previamente agendadas.
“Mesmo assim não é um consumo fora do normal ou atípico. No ano passado, houve uma queda de cerca de 20% na coleta de sangue na cidade, entre um mês e outro, mas esse índice se estabilizou. Devido à isso pedimos à população que participe das campanhas realizadas a cada dois meses, numa parceria do Hemonúcleo com as secretarias de saúde dos municípios atendidos pela departamento de Piracicaba, para que não caia o nível de abastecimento do banco”, informou Caius Lucius, assessor de imprensa do HC da Unicamp.
Ele informa ainda que, da maneira como está funcionando, as campanhas estão conseguindo atender a demanda de sangue das cidades atendidas pelo Hemonúcleo. “Desta forma, não vemos a necessidade de um banco de sangue na cidade, que depende de tratativas entre o Ministério da Saúde e as secretarias municipais”, relatou Lucius.
A Secretaria Municipal de Saúde informou que nem Araras e nem mesmo o Estado quer um banco de sangue na cidade. Isso porque, segundo estudo feito há alguns anos, e cuja realidade não mudou, a cidade não comporta, seja pela estrutura física, estrutura de pessoal e também pelo volume de sangue utilizado.
Cabe à regional de Piracicaba, através do Hemonúcleo, suprir a demanda de Araras e outros 25municípios da região. “Nunca, desde o funcionamento deste sistema, sofremos falta de sangue. Caso isso venha a ocorrer, é possível recorrer ao Hemocentro da Unicamp, em Campinas”, relatou a Secretaria de Saúde, em nota enviada através da Secom (Secretaria de Comunicação).
É bom considerar que tanto o sangue, quanto seus derivados, têm validade de 30 dias, indo para descarte em caso de desuso, o que seria um desperdício. Com o Hemonúcleo o fluxo é maior e há um melhor aproveitamento do material, uma vez que o controle do que é entregue é totalmente rigoroso.
Além de Araras, fazem parte da regional de Piracicaba Águas de São Pedro, Analândia, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro.

41ª Campanha de Doação acontece hoje
Hoje a em Araras acontece a 41ª Campanha de Doação de Sangue, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Hemonúcleo de Piracicaba, no Centro de Saúde 2 Dr. João Geraldo Noronha, das 8h às 12h. As bolsas de sangue arrecadadas serão destinadas ao Hemonúcleo de Piracicaba, que distribui o material para os hospitais de Araras e região.
Os doadores devem ter no mínimo 16 anos, e precisam apresentar documento de identidade com foto (RG ou Carteira de Habilitação), preencher um cadastro e passar pela verificação da pressão sanguínea e teste de hemoglobina. Os candidatos também passam por avaliação física e triagem com um profissional da saúde antes da coleta. O material é submetido a exames para garantir a segurança dos pacientes que vão recebê-lo.

Tribuna do Povo