Araras, 18 de dezembro de 2017

            Em 15 de agosto de 2009, Araras comemorava a festa de sua Padroeira Nossa Senhora do Patrocínio, mas o futebol ararense ficava de...
Compartilhe em suas redes sociais!

            Em 15 de agosto de 2009, Araras comemorava a festa de sua Padroeira Nossa Senhora do Patrocínio, mas o futebol ararense ficava de luto mais uma vez. Falecia, aos 78 anos de idade, Milton Roberoni.

            Em sua juventude o moço foi bom de bola e um craque no pandeiro. Como todo jogador de futebol, ele também tem uma história para ser contada. Bola de meia, a primeira vidraça quebrada, jogos varzeanos, depois Infantil e Juvenil, o Aspirante, um dia no primeiro quadro.

            O Milton era um verdadeiro craque no pandeiro. Quantas apresentações na Praça Barão de Araras? Juntamente com seu mano, o sempre lembrado João Roveroni, violinista. A verdade é que o Milton não foi muito feliz nos campos esportivos, pois no auge de sua carreira, participando de um derby no Estádio Joel Fachini entre a Associação Atlética Ararense e Comercial FC, fraturou uma das pernas e teve que pendurar as chuteiras.

            Começou a jogar futebol na várzea aos 16 anos de idade, depois foi defender o Comercial FC e, mais tarde, a defender a Associação Atlética Ararense, ao lado de grandes talentos do nosso futebol.

            Além dos derbys da cidade, que eram cheios de emoções, nosso homenageado de hoje na História de um Campeão, Milton também enfrentava os derbys regionais. Naquela época, o Clube Atlético de Pirassununga, o CAP, era o nosso maior rival. Como sua posição era de centeralfo, Milton tinha que marcar um tal de Dema do CAP, era um verdadeiro tormento dentro do gramado. Já na elite do futebol local, na sua época Milton sempre nos dizia que o jogador Cerrinha (hoje falecido) era um verdadeiro craque de bola, dava gosto de ver o garoto jogar futebol.

            Em 1972 tive a satisfação de entrevistá-lo no meu programa de Reminiscências Esportivas, pela Rádio Centenário de Araras.

            Grande numero de amigos esteve presente em seu funeral. Ao querido Milton Roveroni, com lembranças e recordações, nossas homenagens em nosso Cantinho de Saudades.

 

EC Civemasa

            Uma das equipes de futebol que muito brilhou no passado foi, sem dúvida, o EC Civemasa, principalmente no ano de 1961, quando montou um timaço de futebol, que enfrentava qualquer time na cidade.

            A foto que publicamos foi uma partida realizada no Estádio São Joaquim.

 

Agradecimento

            Luiz Mazon Neto, vindo pessoalmente parabenizar a coluna pelas homenagens que prestamos a Torcedores Símbolos do Passado.

Compartilhe em suas redes sociais!

Walter Gambini